Setembro 9, 2021
Do Colectivo Libertario Evora
142 visualizações


José Agostinho das Neves. Jornalista. Anarquista. Deportado pelos alemães de França durante a II Guerra Mundial, esteve preso no campo de concentração de Dachau. Sobreviveu às sevícias nazis e manteve-se libertário até ao fim da vida.

Segundo a referência biográfica inserida no Projecto MOSCA (Arquivo Histórico-Social) foi “membro do Grupo Anarquista “Pão e Liberdade” (Lisboa, 1921). Ferido na explosão de 29-12-1921. Preso em 1922/24. Militante da UAP (União Anarquista Portuguesa). Preso em 1927 em Coimbra e Leiria, por suspeita de pertença à Legião Vermelha. Preso em 1928 e deportado para a Guiné. Fugiu. Espanha e FAPE (Federação Anarquista dos Portugueses Exilados). Expulso de Espanha para França em 1934. Animador do jornal “Liberdade”, (Paris, cerca de 1937) com Jaime Brasil, Abílio Faria. Trabalha na rádio francesa [(deportado pelos alemães (?)] e posteriormente em jornais ligados à emigração portuguesa e consulado.”

Entrevistado em 1945, depois do fim da II Guerra Mundial, em Paris, para o “Diário Popular” (I, II, III, IV), pelo Jornalista Fernando Teixeira, conta as atrocidades do campo de concentração. Mantém-se anarquista até ao fim da vida e o seu percurso biográfico foi traçado no número 66 da revista “Jornalistas & Jornalismo”, pelo jornalista Gonçalo Pereira da Rosa, entrevista que (re)publicamos de seguida.

A figura de José Agostinho das Neves vai ser também objecto de análise por parte da investigadora Cristina Clímaco no decurso do Colóquio “Socialistas, Republicanos, Anarquistas, Radicais…”, a decorrer em Lisboa nos próximos dias 23 e 24 de setembro, numa intervenção intitulada: “Figuras esquecidas e trajectórias desmemorializadas: o percurso de José Agostinho das Neves e outros no exílio europeu no entre-guerras”.

No mesmo colóquio participa ainda, no painel sobre Anarquismo, o investigador Paulo Guimarães com uma comunicação sobre “Os anarquistas portugueses nos anos ‘40: tempos de esperança e desilusão”.

*




Fonte: Colectivolibertarioevora.wordpress.com