283 visualizações


A editora Navarra Editorial Txalaparta e a produtora Friki Films de Barcelona têm um acordo desde o início do ano para transformar a vida de Lucio Urtubia em uma série de ficção.

Lucio Urtubia, pedreiro e militante anarquista espanhol exilado em Paris, colocou o próprio City Bank contra as cordas nos anos 80, falsificando cheques de viagem com placas de impressão dos quais ele foi o autor. Seu objetivo era levantar fundos para seu movimento político.

Segundo a editora e a produtora, “o legado de Lucio Urtubia chegará a todas as telas com a mesma riqueza, veracidade e força com que o ativista de navarro viveu sua trepidante vida”.

Urtubia se caracteriza por sua atividade clandestina em prol de grupos anarquistas internacionais e é considerado por parte da esquerda política como uma espécie de Robin Hood.

A família de Lucio Urtubia, Friki Films e Editorial Txalaparta, responsável por seu legado, consideram que, como o primeiro aniversário da morte de Urtubia está prestes a ser celebrado, “chegou a hora de justificar sua enorme figura e suas espetaculares e impressionantes realizações em formato audiovisual”. Uma história com grande projeção internacional que visa entreter e inspirar as novas gerações no valor da luta, dos direitos sociais e do trabalho”.

O próprio Urtubia escreveu ‘Mi utopía vivida’, enquanto Mikel Santos ‘Belatz’ assinou em 2018 uma novela gráfica sobre a vida do anarquista intitulada ‘El tesoro de Lucio’.

Fonte: https://www.audiovisual451.com/friki-films-y-editorial-txalaparta-se-alian-para-llevar-a-la-television-la-vida-del-anarquista-lucio-urtubia/?fbclid=IwAR1pVTQZsIddleNdBHauuAUC2HMAM6SkCvCWtJJJvfEfJBHVLI8VTcRtIbY

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/07/22/espanha-morre-o-anarquista-historico-lucio-urtubia/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/07/21/espanha-obituario-lucio-urtubia/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/07/21/franca-lucio-a-sombra-da-liberdade/

agência de notícias anarquistas-ana

Jasmineiro em flor.
Ciranda o luar na varanda.
Cheiro de calor.

Guilherme de Almeida




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org