197 visualizações

Na quinta-feira (24), a Rússia iniciou sua operação militar na Ucrânia depois que Vladimir Putin reconheceu a independência dos territórios de Donetsk e Luhansk.

As tropas russas avançaram no território de Donbass, atacando instalações militares suspeitas. Há relatos e registros de bombardeios e ataques terrestres em toda a Ucrânia, inclusive na capital Kiev.

As ofensivas do governo Putin visam enfraquecer a resistência militar a fim de derrubar o governo Zelensky, que está subordinado aos interesses imperialistas dos EUA, da OTAN e da União Européia.

Não podemos aceitar a repressão militar de intervenção contra o povo como a Rússia está fazendo, ao mesmo tempo em que é inaceitável abrir qualquer espaço para os agentes do imperialismo que buscam estender o domínio com guerras que garantam lucro e mais poder para os capitalistas.

A invasão militar russa tem conseqüências dramáticas em termos de deslocamento de pessoas, regressão das condições de vida dos trabalhadores, regressão das liberdades sindicais e outras liberdades democráticas.

A guerra só beneficia os poderosos, os traficantes de armas e os capitalistas. Trabalhadores e pessoas sofrerão morte, privação de liberdade, estupro e pilhagem, destruição. As conseqüências militares e econômicas vão além do território da Ucrânia.

Mas ao contrário do que os governos, empregadores e a burguesia européia gostariam de nos fazer acreditar, já existem muitas outras guerras no mundo ! Além disso, eles são alimentados pela venda de armas daqueles que parecem estar escapando desta guerra na Ucrânia. Ser contra a guerra é rejeitar o militarismo, a corrida armamentista, a venda de armas….

Condenamos e repudiamos a agressão da Rússia contra a Ucrânia e expressamos nossa total solidariedade com as pessoas que estão sob ataque. Para a autodeterminação do povo ucraniano e para uma Ucrânia livre das garras da Rússia, da OTAN e dos imperialistas americanos e europeus !

    • Saída imediata das tropas russas na Ucrânia !
    • Dissolver a OTAN. Fora tropas e bases dos EUA nos países da Europa Ocidental e Oriental !
    • Chamamos às organizações da _Rede Sindical Internacional Solidariedade e Luta_ para que se unam às mobilizações contra a guerra nos próximos dias.
    • Apoio àqueles que na Rússia rejeitam as políticas de Putin porque estão lutando pela paz, solidariedade entre os povos, contra o nacionalismo e a extrema direita. Apoio para aqueles que residem na Ucrânia, enquanto recusam qualquer política xenofóbica, de exclusão ou fascista.
    • Solidariedade com os sindicalistas independentes da Ucrânia, Rússia, Bielorrússia, Polónia, … cujas reivindicações e expressões retransmitimos no website da Rede.



Fonte: Laboursolidarity.org