Maio 31, 2022
Do Passa Palavra
250 visualizações

Por Coletivo de Educadores/as de Paraty

Nós, do Coletivo de Educadoras/es de Paraty viemos manifestar nossa indignação e nosso apoio diante da arbitrariedade cometida contra nossa companheira Chrisna Bittencourt, que foi afastada preventivamente por três meses em Fevereiro e agora suspensa por 60 dias com pena convertida em multa de 50% do salário por conta de um comentário contrário ao prefeito Vidal, durante suas férias, em um grupo de whatsapp que nada tem a ver com suas atividades docentes.

Professora há 15 anos da Rede Municipal e há 16 anos da Rede Estadual, acumula experiência, seriedade e compromisso com a educação pública. Sua luta pela implementação do PCCR, que já é lei, é exemplo de seu compromisso. Garantir que estudantes tenham suas cargas horárias completas, que professores/as tenham tempo de qualidade em atividades de planejamento e burocráticas e que sejam pagos pelo tempo de trabalho que realizam é lutar pela qualidade da educação no município.

Desde 2017 os/as professores/as municipais vem cobrando incansavelmente o cumprimento da lei 026/16. Sabemos que muitas pessoas da comunidade escolar se sentem acuadas nesse momento diante de atitudes autoritárias e intimidatórias. Não nos enganemos: essa ofensiva contra uma professora se estende à comunidade escolar como um recado para que outros/as se calem. Toda gestão deveria lidar com o contraditório sem responder com atitudes desproporcionais como estas.

Conclamamos então, a todas/os educadores/as de Paraty e comunidade como um todo para refletirem diante dessa e outras injustiças cometidas na atual gestão municipal contra a educação pública de Paraty. Diante de todo o exposto manifestamos nosso repúdio, indignação e acima de tudo nosso apoio à companheira Chrisna Bittencourt.

Pedimos o apoio da comunidade para que Chrisna não fique sem metade do seu salário e com isso tenha prejuízos financeiros e nem tenha que se endividar por causa dessa injustiça. Abrimos uma “vakinha” online com o objetivo que alcançar a meta de 3000 reais, valor total que Chrisna terá que pagar de multa. Todo apoio é bem vindo!

O link para acessar a campanha pode ser acessado na “Bio” do Instagram do Coletivo.

Coletivo de Educadores/as de Paraty, 30 de Maio de 2022

https://www.instagram.com/p/CeL8MEvOBv_/?igshid=MDJmNzVkMjY=




Fonte: Passapalavra.info