276 visualizações


Durante a Feira Anarquista de Outono, que aconteceu no passado 2 de maio de 2021, no Gasômetro ex presídio, mediante panfletos, cartazes e uma faixa, saímos nas ruas para mandar um grito pelo guerreiro Mumia Abu-Jamal, difundindo sua situação e nosso ódio contra todas as prisões.

Panfleto repartido:

Mobilização pelo Guerreiro Sequestrado pelo Racismo do Estado Norte-americano

Mumia Abu-Jamal, um ex-integrante dos Panteras Negras que se tornou jornalista na Filadélfia e ficou popular com o seu programa de rádio “A voz dos sem-voz”, é um guerreiro contra a dominação da mão branca.

Em Dezembro de 1981, circulando pela noite num táxi no qual trabalhava como motorista, viu como um policial espancava seu irmão e logicamente decidiu intervir. O resultado foi que o policial agressor terminou morto. E com essa morte começou a vingança estatal contra Mumia. Em 1983 foi condenado à morte por intervir para salvar seu irmão que podia ser assassinado por um policial, pena que em 2008 mudou para prisão perpétua.

A mensagem fica evidente: quem se defenda ou defenda os outros da brutalidade racista policial será punido exemplarmente. A prisão funciona como uma limpeza social do mundo racista que pretende disfarçar a desigualdade social com a apresentação de uma afirmação: As pessoas não brancas como criminosas. A luta contra as prisões confronta séculos de organização dessa sociedade baseada na opressão e dominação. Guerreirxs como Mumia Abu-Jamal, sem baixar a cabeça, se confrontam contra isso desde as mesmas entranhas da máquina estatal, ele nunca parou de questionar o racismo nos Estados Unidos nem de apoiar outros guerreirxs presos, como os presxs do MOVE.

O Estado norte-americano tenta assassinar lentamente Mumia, que está se recuperando de COVID-19, e que, pelas condições da prisão, se encontra com uma insuficiência cardíaca, cirroses no fígado e uma grave condição na pele.  Neste 15 de abril ele tinha programada uma cirurgia no coração. As forças da ordem, comprovadamente racistas nos Estados Unidos, querem que ele morra.

Seus amigos e os agitadores pela Liberdade e contra o racismo, alimentamos sua resistência com gestos solidários. Mandaremos esse salve desde a Feira Anarquista de Outono.

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/05/04/porto-alegre-rs-criando-um-outono-onde-o-estado-caia-junto-com-as-folhas/

agência de notícias anarquistas-ana

Noite fria:
O som de uma queda-d’água
Sobre o mar.

Kyokusui




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org