Setembro 23, 2021
Do Passa Palavra
309 visualizações


Por Repórter Popular

Motoristas da Uber são desligados em massa da plataforma por supostamente cancelarem corridas em excesso. Em Porto Alegre, mais de 30 motoristas se reuniram no dia 22/09 em frente à sede da Uber na cidade exigindo respostas e prometem seguir em protesto até que todos os colegas sejam religados a plataforma.

No dia 21 de setembro, a partir de 18h, diversos motoristas de todo o Brasil começaram a receber uma notificação da empresa Uber informando sobre desligamento da plataforma em função do excesso de cancelamentos de corrida. No início foi apontado sobre a possibilidade de um “bug”(problema) na plataforma e que logo seria corrigido, no entanto logo se confirmou de que a ação foi algo deliberado pela empresa.

Há meses passageiros vem alegando sobre dificuldades de conseguir motoristas para algumas corridas. Enquanto isso, os trabalhadores alegam que com o aumento constante do combustível em todo país e sem reajuste real da tarifa, os motoristas muitas vezes estariam perdendo dinheiro ao trabalhar e por isso precisam selecionar as corridas que realmente valem a pena para eles. Há muitos relatos de pessoas que estão abandonando a profissão por não conseguirem mais pagar as contas. Além disso, o cancelamento de corridas é uma opção da plataforma que nunca havia sido penalizada dessa forma.

Na manhã desta quarta feira, dia 22, em Porto Alegre, um grupo de 30 motoristas foi até a sede da Uber em carreata exigindo respostas e que os colegas desligados fossem religados a plataforma. Com policiais fazendo a contenção da empresa, os trabalhadores passaram boa parte da tarde em frente a empresa tentando o diálogo.

Sem uma resposta satisfatória da empresa esses trabalhadores prometeram seguir em protesto na quinta-feira.

Originalmente publicado aqui.




Fonte: Passapalavra.info