Janeiro 29, 2021
Do Reporter Popular
298 visualizações


Bauru-SP – Com a polêmica que ganhou os últimos dias sobre o retorno ou não das aulas presenciais no estado de São Paulo, com um capítulo jurídico na última quinta-feira, e a mais recente decisão da justiça que aceitou o recurso do governo liberando o retorno às aulas presenciais, muitos professores da rede pública estão sendo atacados nas redes sociais por serem contrários ao retorno das aulas presenciais na pandemia.

Várias pessoas e perfis ligados a grupos de mães de alunos que apoiam o retorno, assim como donos de escolas particulares, têm incentivado o retorno. Grupos de associações empresariais e de comerciantes da cidade de Bauru também têm atuado neste sentido.

Um dos movimentos que se formaram foi o Pais pela Educação, ligado a Chiara Ranieri, uma das vereadoras da cidade, dona de uma faculdade particular que constantemente tem se pronunciado favorável ao retorno às aulas.

As páginas locais de vários sindicatos e movimentos foram atacadas, sendo os professores chamados de vagabundos, parasitas, dentre outros nomes pejorativos. Professores também foram xingados e hostilizados em seus perfis pessoais. Um jornalista da Jovem Pan de Bauru chegou a dizer que os professores são “covardes” por serem contra o retorno.

O retorno das aulas presenciais até o momento está previsto para o dia 08/02 no estado de São Paulo, mas os municípios podem manter a restrição.




Fonte: Reporterpopular.com.br