Abril 28, 2021
Do Reporter Popular
251 visualizações


Por Reporter Popular – São Paulo

Profissionais da educação do município de São Paulo, que mantém greve desde o dia 10 de fevereiro, continuam em luta. Eles têm denunciando as arbitrariedades do retorno às aulas defendidas pelo governador João Doria (PSDB), o Prefeito Bruno Covas (PSDB) e seu secretário de educação, Rossieli Soares, mesmo contrariando especialistas e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Contrários a esse retorno, pautados pelos principais órgãos de saúde, os grevistas reclamam a vacinação de profissionais da educação e da população, tablets e materiais de estudos adequados, itens de higiene distribuídos para os alunos e para os funcionários das unidades escolares e a efetividade na entrega do cartão merenda e de cestas básicas para a comunidade escolar.

Lutando contra os representantes do Estado, mas também da burocracia sindical de várias entidades que pouco atuaram efetivamente no sentido de dar respaldo à categoria, os comandos de greve, coletivos sindicais e ativistas da educação se uniram ao SINDSEP (Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo) hoje, dia 28/04, para uma ação simultânea nas respectivas regiões de suas atuações, através de faixas nas rodovias e avenidas, conversa com a comunidade escolar a partir de microfones e ampliadores vocais, além de um trabalho de comunicação nas redes sociais com hashtags. Tudo isso pode ser acompanhado na página do Comando Unificado pela Base – Município de São Paulo.




Fonte: Reporterpopular.com.br