Fevereiro 16, 2022
Do Agencia De Noticias Anarquistas
155 visualizações

Mais de 2688 pessoas dormiram nas ruas de Londres em qualquer noite de 2020.

Em 23 dias neste mês, a temperatura a noite seria fria o suficiente para causar hipotermia. Durante estes 23 dias existe uma possibilidade muito real de que alguém que durma na rua talvez não acorde no dia seguinte.

Não tem que ser desse jeito.

Com os aumentos de até 150% no número de moradores de ruas em alguns dos distritos de Londres no ano passado, a falta de acesso a moradia ainda é um problema que não pode ser varrido para debaixo do tapete. Esse número teve um aumento de 52% na última década sozinha – e continuará a subir. Nós estamos fazendo algo a respeito porque nós sabemos que não podemos deixar que isso continue acontecendo.

As pessoas não deveriam ser forçadas a morrer nas ruas de um país que escolheu esquecê-las. O aumento no custo dos aluguéis e continua falta de solidariedade dos serviços assistenciais permitiu aprofundar uma ausência de interesse por estes em situações como essa – é hora de trabalharmos do zero. Nenhum de nós deveria estar a um salário da perda da moradia – e nenhum de nós deveria estar dormindo na rua no meio do inverno. Nós temos o dever de mostrar solidariedade com nossas comunidades.

Nós estamos ocupando o antigo albergue St. Mungo em Gray’s Inn Road em protesto contra as medidas de austeridade que permitem a contínua negligencia daqueles em situação de rua. Como moradores de rua, não iremos mais sentar e esperar a morte por congelamento nas ruas. Estamos cansados de lugares sombrios e albergues sem estrutura. Estamos tomando uma ação direta – nos organizando para nos assistir em tempos de crise.

Temos como objetivo fornecer um espaço seguro e aquecido para as pessoas ficarem, criarem, cuidarem de si próprios e de outros em um ambiente comunitário. Não é suficiente para fornecer o que as pessoas precisam para sobreviver – nosso objetivo é cultivar um espaço que possibilite as pessoas prosperarem.

Nosso etos é simples – respeito e assistência mútua. Nossos espaços estão abertos para todos, porém, qualquer tipo de abuso não é bem-vindo.

Ao longo do ano passado, nós temos visto este governo tomar algumas ações questionáveis com relação a assistência para os moradores de rua. A promoção da “Whitechapel Mission”, junto com um anuncio lembrando passageiros a não darem nada diretamente aos moradores de rua permanece em circulação mesmo após um pedido de desculpas públicas de Priti Patel. Pessoas que desejam ajudar são encorajadas a manter sua ajuda sempre à um passo de distância a aqueles que precisam – permitindo a aqueles no poder a virtude de sinalizar sua simpatia, enquanto ignorando o problema em mãos.

Uma ação direta é o único jeito de seguir em frente. Nós podemos demonstrar nossa solidariedade para com aqueles em necessidade se nós tentarmos. Junte-se a nós enquanto atacamos a crise da falta de moradia por vir, através de ajuda e respeito mútuo.

Fonte: https://freedomnews.org.uk/2021/12/07/autonomous-winter-shelter-opened-in-former-st-mungos-hostel/

Tradução > Adriano Filho

agência de notícias anarquistas-ana

ipê florido
as abelhas zunem
folhas caídas

Rubens Jardim



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org