Abril 12, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
376 visualizações


Há alguns dias, soubemos por uma notícia em Enough que a polícia holandesa tinha apreendido os servidores do coletivo NoState, onde projetos como o Montreal Counter-Info, North Shore Counter-Info, 325 e Act For Freedom, entre outros, foram hospedados. Na sequência um comunicado do 325:

Em 29.03.21, a polícia holandesa invadiu o centro de dados que contém o servidor nostate.net e apreendeu o servidor como parte de uma investigação criminal sobre “terrorismo”. O Nostate.net é um coletivo que proporcionou uma plataforma para sites de movimento internacional de grupos solidários de prisioneiros, coletivos de várias campanhas, páginas anti-cúpulas e contrainformação internacional. Sites importantes que usaram o nostate.net como plataforma que foram alvo deste ataque repressivo da polícia holandesa são Anarchist Black Cross Berlin, Montreal Counter-Info, Northshore Counter-Info, Act For Freedom Now! (agora reativado em actforfree.noblogs.org) e 325.

Nós, como um coletivo, estamos cientes de que isto não foi apenas um ataque da polícia holandesa, mas foi feito em coordenação com a Unidade Antiterrorista do Reino Unido em conexão com seus recentes ataques repressivos aos círculos anarquistas no Reino Unido. Eles não só têm ameaçado a nós mesmos, mas recentemente ameaçaram o nostate.net, a menos que encerrassem nosso site. Junto com isto, eles exigiram que lhes fosse dada informação sobre a identidade de qualquer pessoa envolvida no 325. Não nos surpreende a medida em que as autoridades irão nos atacar e a qualquer um que eles suspeitem de nos ajudar, os exemplos ao longo da história das forças do Estado que se atiram contra qualquer um que ouse se levantar e lutar contra eles são numerosos.

Este ataque repressivo deve ser visto como um ataque a todos os círculos de contrainformações e anarquistas internacionais. No ambiente atual do Covid-19 e nas ações repressivas dos Estados do mundo inteiro, não nos surpreende que eles trabalhem juntos internacionalmente, a recente repressão contra o camarada anarquista Gabriel Pomba da Silva, com a cooperação entre os Estados espanhol, italiano e português, é um exemplo recente mais do que evidente.

Nossas mentes voltam à repressão do Indymedia na Alemanha e na Grécia, bem como, não há muito tempo, à prisão dos camaradas envolvidos em Culmine, ParoleArmata e Croce Nera Anarchica na Itália. Com o passar do tempo, o movimento anarquista internacional teve suas formas de comunicação com as pessoas sob ataque com inúmeras publicações anarquistas tendo suas instalações invadidas, camaradas presos e até mesmo publicações censuradas ou destruídas, como no passado não muito distante com o “Prazer Armado” de Alfredo M. Bonnano na Itália, até mesmo “O Sol Ainda Se Levanta” da Conspiração das Células de Fogo na Grécia.

Também não é coincidência que este ataque repressivo venha agora após nossa recente publicação de ‘325 #12 – Contra a Quarta e Quinta Revolução Industrial’. Esta publicação, que sentimos que atinge o coração do que os Estados e o capitalismo estão empurrando, antes e mais agora, sob a cobertura da pandemia Covid-19, é uma ameaça direta aos seus planos de subjugação, robotização e automação de tudo. O ataque deles afetou momentaneamente nossa distribuição de publicações tanto online quanto fisicamente, mas inevitavelmente falhou. Os tecnocratas que querem moldar nosso mundo em uma sociedade prisional próspera e tecnologicamente militarizada estão sendo expostos, não apenas por nós mesmos, mas pelos já crescentes ataques internacionais à sua infraestrutura. É isto que eles temem, que isto possa crescer e é por isso que eles vieram atrás de nós. Tanto quanto sabemos, a polícia que está tentando nos caçar está confiando em táticas de seu antigo livro de jogadas repressivas, tentando fazer com que outros denunciem e fechando a contrainformação. Desde sua “Operação Ródano” destinada a atacar os círculos anarquistas em Bristol, eles haviam capturado apenas uma pessoa envolvida em um ataque, mas não ninguém envolvido na Federação Anarquista Informal ou em incontáveis outros ataques anarquistas.

É evidente que eles não suprimiram nenhum incêndio de rebelião como evidenciado pelo motim, o ataque à delegacia e a queima de carros da polícia no mês passado.

Nesta ilha de conformidade há muito tempo tem havido silêncio, já que o mundo exterior começa a queimar novamente, essas brasas ainda estão cheirando mal e nós sentimos seu calor. Mais do que nunca, há uma necessidade absoluta de coordenação internacional entre camaradas, para atacar diretamente este cadáver fedorento que está tentando se ressuscitar, para nos aprisionar ainda mais. A contrainformação é parte integrante desta coordenação internacional, para permitir àqueles que querem agir pela liberdade neste mundo ver os sinais de cumplicidade em todas as línguas possíveis, falar a única língua da insurreição e da anarquia. Deve haver uma revitalização da rede internacional de contrainformação, para voltar a ser uma ameaça em nível internacional, após a reação repressiva que procura isolar os anarquistas uns dos outros, não apenas no mundo, mas também em nível local. O Coletivo 325 continua avançando neste caminho que já percorremos, mesmo agora continuamos com nossos projetos editoriais, incluindo uma nova reimpressão do ‘325 #12’, uma nova edição ampliada do ‘Dark Nights’ e outros projetos para o futuro em nível internacional. Não seremos silenciados ou parados e teremos nossa vingança!

Sobre o site, ainda não sabemos se ele vai voltar, é muito claro para nós que se ele for ressuscitado como ‘325’ em qualquer outro lugar online, as autoridades o atacarão imediatamente mais uma vez. Isto também significa que podemos colocar qualquer provedor em risco no futuro, assim como colocar outros projetos de contrainformação e movimento em risco de fechamento como aconteceu com o recente ataque repressivo. Quem sabe aonde tudo isso levará? O que sabemos é que estamos longe de recuar, nem um passo atrás em relação ao inimigo. Talvez fosse melhor voltar à palavra impressa tradicional, ver os rostos das pessoas, falar palavras, conspirar. Não diremos que o site retornará, nem que se manifestará novamente como um novo projeto, somente o tempo o dirá.

Por enquanto, nossa solidariedade absoluta com os camaradas do nostate.net e do Act For Freedom Now!, juntamente com todos os outros projetos de contrainformação afetados.

NADA ESTÁ ACABADO, A LUTA CONTINUA!

Coletivo 325

Tradução > Liberto

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/04/07/canada-servidores-da-north-shore-counter-info-e-da-montreal-counter-info-foram-apreendidos-pela-policia-holandesa/

agência de notícias anarquistas-ana

Fazendo o piolho andar
Na palma da mão –
À sombra das flores.

Bashô




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org