Abril 14, 2022
Do Agencia De Noticias Anarquistas
215 visualizações

Por Simon Childs | 12/04/2022

A franquia hoteleira alterou a marca identitária do seu “Freedom Cafe” [Café da Liberdade] no Leste de Londres após a reclamação de cooptação por um grupo anarquista local.

Anarquistas do Leste de Londres acusaram a rede de hotéis Hilton de copiar sua imagem e histórias radicais como uma marca de identidade de um bar de luxo para “tipos punheteiros da cidade”, em que coquetéis custam até £14 [cerca de 86 reais em abril de 2022].

O Freedom Cafe era para ser um cocktail lounge temático no Leste de Londres, cujo tema era o anarco-comunismo. Quando abriu em outubro, os clientes sentavam em uma elegante cadeira de couro e gastavam £13 [~R$80] em uma mistura de vodka chamada “the Russian Anarchist” [o anarquista russo] em homenagem a Peter Kropotkin, que escapou para Londres depois de ser detido na Rússia tsarista por atividade política subversiva. Ou, por apenas £11 [~R$68], poderiam pedir um coquetel virgem chamado “Why Work?” [por que trabalhar?], “em homenagem a uma provocativa série de ensaios dissecando o trabalho, suas formas sob o capitalismo e as possibilidades para uma sociedade alternativa que produz com base em nossas necessidades ao invés de por mera avareza”.

O café foi nomeado em homenagem à histórica editora anarquista Freedom Press, localizada no final da rua, em Whitechapel. O cardápio do bar foi feito para parecer uma cópia do Freedom Press, um jornal anarquista publicado desde 1886, com “Anarchist Weekly” escrito no topo da página. Oferecia [em tradução livre,] “anarquia, café, bebidas e comida de bar”.

Há apenas um problema. O Freedom Press – ainda um coletivo anarquista que publica livros e tem uma livraria em Whitechapel – diz nunca ter sido consultado sobre isso e está furioso.

Em um artigo publicado anonimamente no site Freedom News do grupo, um membro explica como eles pensaram que era um trote de primeiro de abril de um amigo, “sabendo o quanto odiamos a cooptação nublosa da bebida na cultura londrina para o consumo de tipos punheteiros da cidade.”

Vendo o café como o mais recente exemplo da gentrificação do antigo distrito periférico, adicionaram: “É certeza de que essas pessoas são sem noção o suficiente para um roubo generalizado do nosso nome, nossas fotos e até mesmo a introdução da história em nosso próprio website para um exercício corporativo de identidade de marca sem a mínima reflexão?”

Mas isso foi exatamente o que aconteceu. Pertencente ao grupo hoteleiro multinacional Hilton, o café é parte do Canopy by Hilton London City, “Um hotel vibrante com a aura do Leste Londrino.”

O Hilton foi forçado a fazer algumas mudanças após a reclamação dos anarquistas.

De acordo com uma sinopse já deletada do site do café, ele estava levando adiante a história dos cafés de Londres, os quais eram “um local de encontro para escritores, radicais, empreendedores e artistas – uma base de criação de conceitos que permaneceriam vivos para mudar o mundo.”

Contudo, os anarquistas locais não se convenceram de que o grupo hoteleiro Hilton, que vale £11.87bn [mais de R$73bi], esteja comprometido com o radicalismo político. Darya Rustamova, membro do coletivo Freedom Press, declarou que “ao invés de mudar o mundo, eles estão reforçando o tipo exato de capitalismo de mercado que está arruinando a nossa cidade e muitas outras.”

Quando a VICE World News foi ao café na tarde de segunda-feira, a palavra “Freedom” [Liberdade] tinha sido coberta. O cardápio com estilo de jornal anarquista foi substituído por um genérico. Pessoas de terno estavam em suas reuniões de negócios. O café ainda servia “the Freedom Burger” [o hambúrguer da liberdade], que acompanha batatas grandes por volumosas £16.50 [~R$102]. A música do salão, a mobília de felpa e as plantas em vasos não evocam muita “raiva contra a máquina”.

Os anarquistas também acusaram o hotel de cooptar a história da área para seus lucros sem benefícios à comunidade local.

Rustamova afirma: “estão vendendo a área local como uma atração turística porque querem que as pessoas paguem para ficar no hotel.

“Isso não é uma celebração de Whitechapel ou de Brick Lane, ou de Spitalfields, esse hotel não é para nós, é para a cidade, é para qualquer um de bolsos cheios e com um fetiche estranho por turnês pela classe trabalhadora. Você não pode apenas dizer que está honrando a beleza da vizinhança local se na realidade apenas a explora. Nossas histórias não são uma porra de um gancho publicitário.”

Quando a VICE World News abordou o Canopy London City para comentários, declararam que “A marca Canopy by Hilton almeja oferecer aos hóspedes experiências únicas inspiradas pela vizinhança local. Esse foi o informe para um grupo terceirizado de consultoria de reputação internacional, que fora encarregado de criar um conceito de café e bar com referências locais. Em resposta, a agência propôs o conceito do Freedom Café and Bar, inspirado pela Freedom Press Publishing House.

“O Canopy London City está extremamente decepcionado em saber que a agência não entrou em contato com a Freedom Press Publishing House para o seu consentimento antes de criar o conceito para a comida e bebida. Como resultado, o Canopy London City estabeleceu contato com a Freedom Press Publishing House com o propósito de encontrar uma solução mutuamente acertada o mais rápido possível.”

O Hilton não identificou a agência terceirizada de consultoria. A VICE World News perguntou se o Hilton apoiava o anarquismo como filosofia política, mas não teve resposta.

Fonte: https://www.vice.com/en/article/bvnkqq/london-hilton-freedom-cafe-anarchist

Tradução > Sky

agência de notícias anarquistas-ana

Agarrada à folha
a formiga com firmeza
desliza na brisa.

Ronaldo Bomfim



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org