Fevereiro 24, 2022
Do Reporter Popular
191 visualizações
Do Amigos da Terra
Foto da Deriva Jornalismo

No último sábado (19), foi realizada a celebração para inaugurar a casa de reza, Inh Kagtá (meu remédio), da Retomada Kaingang Konhun Mág, em Canela (RS). Ao longo da semana os indígenas Kaingang e apoiadores realizaram em mutirão a construção da Inh Kagtá.

Ainda no sábado, durante a inauguração da casa de reza, a Polícia Federal esteve no local com agentes armados e sem apresentar mandado acompanharam o coordenador da Floresta Nacional de Canela, Reginaldo Araújo. Reginaldo fotografou a ação dos Kaingang, mas essa não foi a primeira ação de intimidação durante o processo de fortalecimento da comunidade indígena. No decorrer da semana, um ofício foi enviado com pedido de assinatura do cacique para que consentisse que o evento realizado no sábado seria ilegal. O documento não foi assinado, pois o é um direito dos povos originários exercer livremente suas crenças e culturas, afinal a Constituição Brasileira, em seu artigo 215, prevê que o Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais.

Nem mesmo a tentativa de intimidação parou a ação dos indígenas em seu território ancestral. O sábado foi de celebração e a inauguração da Inh Kagtá ocorreu com um dia cheio de atividades e a presença de pajés que consagraram o espaço.

O fortalecimento da cultura é um direito dos povos indígenas e retomada Kaingang da Flona de Canela é uma vitória na luta pelos direitos originários.




Fonte: Reporterpopular.com.br