178 visualizações

Entre abril e maio, o Comboio Operário da Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas para a Ucrânia reforçará a resistência de classe no país contra a invasão russa. A iniciativa visa avançar nosso apoio internacionalista, de uma forma mais próxima e prática, com delegações sindicais de organizações membros da Rede.

As datas exatas ainda não foram definidas, mas aproveitaremos a presença de mais de 200 sindicalistas da 4ª reunião da Rede em Dijon (França) para organizar esta ação concreta de solidariedade. O Comboio partirá por volta de 26 de abril e retornará após 1º de maio.

A decisão de enviar esta delegação internacional baseia-se em numerosas conversas com os sindicalistas independentes da Ucrânia, Rússia e Belarus. Isso só é possível porque várias organizações que fazem parte da Rede estão ativamente envolvidas na defesa do povo ucraniano contra a invasão russa desde que os ataques começaram, em 24 de fevereiro.

A solidariedade ativa é necessária

Organizaremos este Comboio Operário aos Trabalhadores com a convicção de que devemos retomar a luta de classes internacionalista, apoiando os trabalhadores que enfrentam a ofensiva militar de Putin e suas consequências. Em conversas com sindicalistas na Ucrânia e países vizinhos, falamos muito sobre as dificuldades logísticas neste duro período de confronto com o exército russo e estivemos atentos para ouvir quais são as necessidades mais urgentes dos que permanecem no país.

Segundo relatos daqueles que ainda estão na Ucrânia, os itens de emergência são para adultos, mas também para pessoas de outras faixas etárias, que precisam de muitos recursos, tais como comida para bebês e brinquedos. Muitas mulheres permanecem no país porque decidiram participar da luta, para acompanhar seus companheiros e/ou tomar conta dos idosos ou crianças deixadas para trás. Elas estão sobrevivendo com dificuldade, em condições de escassez de alimentos, remédios, água, energia e gás. E é neste contexto alarmante que devemos ir além e afirmar a solidariedade com a classe trabalhadora, pessoas como nós, que com poucos recursos procuram manter uma firme resistência contra os invasores.

Como apoiar financeiramente

A Solidaires (França), CSP-Conlutas (Brasil) e Inicjatywa Pracownicza (Polônia), ADL Cobas (Itália) e G1PS (Lituânia) financiarão a logística das doações, que serão compradas de acordo com as necessidades da classe trabalhadora ucraniana. Dentro do país, o comboio se reunirá pessoalmente com os contatos sindicais e as ações serão organizadas de forma apropriada.

Se você ou sua organização quiser contribuir, basta transferir o dinheiro diretamente para Inicjatywa Pracownicza, com os seguintes detalhes :

Ogólnopolski Związek Zawodowy Inicjatywa Pracownicza

Kościelna 4 street, 60-538 Poznań

Volkswagen Bank direct

Code BIC/SWIFT : INGBPLPW

IBAN PL88 2130 0004 2001 0577 6570 0001

▪ Apoiar a resistência do povo ucraniano !

▪ Pelo fim da ocupação militar russa na Ucrânia ; pela paz !

▪ Solidariedade internacional com todos aqueles que na Rússia repudiam a guerra e o regime ditatorial de Putin.

▪ Solidariedade com os movimentos pró-democracia na Rússia, Belarus e Ucrânia.

▪ Por um acolhimento não discriminatório de todos os refugiados da Ucrânia e de outros lugares (África, Ásia,…) que também sofrem com os conflitos criados pelos países imperialistas.

▪ Por uma Ucrânia livre e soberana, onde os direitos dos trabalhadores sejam respeitados.

▪ Pelo não pagamento das dívidas, contra as garras do FMI ! Os trabalhadores não devem pagar por esta guerra imperialista.

▪ Contra a ameaça nuclear. Pelo desarmamento nuclear em todo o mundo.

OZZ Inicjatywa Pracownicza | CSP-Conlutas | Union Syndicale Solidaires | ADL Cobas | G1PS | Workers Aid (Int) | Sotsyalnyi Rukh




Fonte: Laboursolidarity.org