Março 10, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
404 visualizações


Protestos em massa no início de 2021 mostram que o regime autoritário de Putin e seus amigos bilionários não é mais agradável para uma parte significativa da sociedade russa. Apoiamos todos aqueles que saem às ruas de suas cidades, todos que ajudam os detidos, todos que se organizam com fim de resistência. A desobediência civil pode se manifestar de muitas maneiras diferentes, e cada um pode escolher por si mesmo.

Mas também é importante pensar no futuro. O que vamos fazer quando conseguirmos arrancar o poder das garras dos habitantes do Kremlin de uma forma ou de outra? Como evitar que um novo dragão apareça no trono em vez do anterior?

A resposta dos anarquistas a esta pergunta é a descentralização do poder. Propomos:

1. Abolição total da presidência.

2. Aprovação de todas as leis apenas por órgãos eleitos coletivos (nós, é claro, não nos referimos à atual Duma do Estado, que é apenas um espetáculo).

3. Proibição do voto secreto em parlamentos e órgãos de autogestão de qualquer nível: a lista dos nomes dos deputados que votaram deve estar imediatamente disponível na web.

4. Introdução de uma real possibilidade de destituição de um deputado de qualquer nível pelos seus eleitores a qualquer momento.

Além disso, mais duas coisas importantes precisam ser feitas para garantir a liberdade de discussão política:

1. Acabar com a polícia política – os Centros Anti-Extremismo e o FSB [Serviço de Segurança Federal da Federação Russa] – organizações criminosas que estão ativamente envolvidas na repressão contra oponentes do atual governo (incluindo assassinatos e falsificação de processos criminais).

2. Revogar totalmente a lei “Contra a Atividade Extremista” e os artigos correspondentes do Código Penal.

Ainda assim, consideramos a abolição da presidência o mais importante.

Por muitos séculos, o poder no reino russo, no Império Russo, na URSS, na Federação Russa estava concentrado nas mãos de uma pessoa. Isso não trouxe nenhum benefício especial para o povo. O poder corrompe, e o perigo de escorregar para a ditadura é muito grande.

Mas a tomada de decisão coletiva distribui o poder de maneira mais uniforme e promove o debate público e a discussão transparente. É assim a vida política normal, quando diferentes grupos da sociedade defendem livremente sua visão do futuro desenvolvimento da sociedade.

Ao longo da história escrita, existem inúmeros exemplos de formas coletivas de governo na ausência de um chefe de estado soberano, mesmo que a participação no governo não estivesse disponível para todos os residentes, como, por exemplo, em antigas cidades-estado ou nas repúblicas de Novgorod e Pskov. Durante o período revolucionário de 1917-1918, em muitas áreas da Rússia moderna, existiam responsáveis eleitos perante todos os estratos da população dos Soviets, de deputados operários a camponeses e soldados. Apoiadores do verdadeiro poder soviético levantaram uma revolta Antibolchevique em Kronstadt em 1921. O autogoverno popular universal e o controle sobre todos os órgãos eleitos também ocorreram na República Makhnovista e nas comunas que surgiram durante a Revolução Espanhola de 1936… Vemos isso nas áreas do Curdistão moderno, onde os povos que vivem lá têm a oportunidade para determinar suas próprias vidas.

Vamos assumir a responsabilidade por nossas vidas e caminhar em direção ao autogoverno, e não procurar um novo mestre!

Abaixo o czar!

Uma sociedade livre não precisa de um líder!

Nossa solução é autogoverno!

Anarquistas

Autonomous Action

avtonom.org

Fonte: https://freedomnews.org.uk/our-alternative-to-putin-is-the-abolition-of-the-presidency-a-statement-from-autonomous-action/

Tradução > A. Padalecki

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/02/05/secao-da-ait-na-regiao-da-russia-sobre-os-ultimos-protestos-de-navalny/

agência de notícias anarquistas-ana

pérolas de orvalho!
olho e vejo em cada gota
a minha casa-espelho

Issa




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org