Janeiro 23, 2021
Do Passa Palavra
473 visualizações


Por Gus

Fio sobre o mega vazamento de dados. Não é o fim da privacidade. E sim, Google, Amazon, Facebook e o capitalismo de vigilância sabem muito mais sobre o nosso comportamento. Esse vazamento expõe dados pessoais de possivelmente todos os brasileiros até 2019 (vivos e mortos).

Pense que a nossa vida é como um quebra-cabeça – um Mosaico! – e agora mais peças estão disponíveis: de graça ou por um pequeno custo. Vamos ter mais fraudes e outros tipos de golpes financeiros?

Esse vazamento é ruim para todo mundo, mas é muito pior para minorias, defensores de direitos humanos, jornalistas “detratores” do governo e ativistas. Gabinete do ódio e mílicias digitais usam bancos de dados de consulta de CPF e score de crédito para fazer doxing de adversários.

Se a procedência desse vazamento for um birô de crédito, do ponto de vista individual não há absolutamente nada que eu ou você pudéssemos fazer para ter evitado, uma vez que o Congresso AUTORIZOU a coleta automática de dados com o CADASTRO POSITIVO.

Vivemos hoje no paradigma de tecnologias da informação que funcionam a partir de privacidade por promessa: uma entidade coleta e gerencia os nossos dados pessoais, mas PROMETE que não permitirá que terceiros tenham acesso sem autorização.

E mais uma vez a “privacidade por promessa” acaba de ser quebrada. Qual será a próxima instituição a vazar os dados de milhões de brasileiros? Precisamos urgentemente adotar outro paradigma: a privacidade por design. Ou estaremos condenados a ter a nossa privacidade violada.




Fonte: Passapalavra.info