236 visualizações


Manifestamos todo nosso apoio à greve das e dos metroviários, iniciada hoje, dia 19, em função da intransigência da direção do Metrô e do governo paulista contra as e os trabalhadores da companhia, que prestaram serviço essencial durante a pandemia, e agora são presenteados com ameaças de perdas de direitos.

As metroviárias e metroviários estão em negociação do Acordo Coletivo de Trabalho com a direção do Metrô, e a discussão está sendo mediada pela justiça, por conta das intransigências do governo. A proposta da companhia é de arrocho salarial e retirada de benefícios e direitos.

Vale reforçar que a categoria se expôs à pandemia por todos esses meses, e foi sobrecarregada com os afastamentos necessários para preservar trabalhadores/as com mais risco. Mesmo assim, não recebe do governo o mínimo de valorização, que seria a manutenção do acordo coletivo atual e do poder de compra.

O ataque às e aos metroviários faz parte do desmonte geral dos direitos trabalhistas no país, e das políticas de sucateamento e privatização do metrô, sob comando do governo estadual.

Somos solidárias e solidários à luta das e dos trabalhadores do transporte metroviário, que também construímos em nossa militância cotidiana. É necessário cerrar punhos junto às lutas nos transportes coletivos, no sentido de fazer com que sejam efetivamente públicos, autogerido pelas trabalhadoras e trabalhadores e controlados pelo povo!

Organização Anarquista Socialismo Libertário
Maio de 2021




Fonte: Anarquismosp.wordpress.com