Março 3, 2022
Do Reporter Popular
327 visualizações

Por Repórter Popular – Maricá

Sob um forte calor, no último dia 23 de fevereiro, trabalhadores/as da rede estadual de educação fizeram um ato na porta da Secretaria Estadual de Educação, centro do Rio de Janeiro/RJ. O Repórter Popular – Maricá acompanhou a manifestação.

O ato também foi acompanhado de uma paralisação e lutava contra os ataques aos direitos da categoria e o desmonte da educação pública. A implantação de cima para baixo do “novo” Ensino Médio precariza ainda mais a educação pública, substituindo uma formação crítica e emancipatória por um uma educação de fortes traços neoliberais.

No ato diversas falas condenaram o desmonte da rede, a retirada de direitos e o sucateamento acentuado das escolas por Cláudio Castro e seus aliados.

Ato realizado no dia 23 de fevereiro na porta da SEDUC.

Também estiveram presentes, alguns setores do movimento estudantil que apoiavam a luta dos/as trabalhadores da educação. Demonstrando que a solidariedade e o classismo é uma prática que se desenrola ombro a ombro, para além dos discursos proclamatórios.

Diversos núcleos do SEPE do interior do RJ estiveram presentes no ato, como o SEPE – Maricá, o SEPE – Macabu e o SEPE – Costa Litorânea. A luta dos/as trabalhadores/as da educação estadual promete esquentar esse ano. Não faltam motivos para se revoltar.




Fonte: Reporterpopular.com.br